Chegada do inverno aumenta casos de gripes e algumas alergias

Divulgado em 22/06/2022 - 10:00 por portoferreirahoje

A data de 21 de junho marca o início do inverno no Brasil. A queda nas temperaturas percebidas ao longo da estação cria um ambiente propício ao surgimento de doenças respiratórias e alergias. O infectologista Hemerson Luz afirma que, durante esse período, devem ocorrer mais casos de gripe, de Covid-19 e de algumas alergias, por exemplo. 

“O tempo frio contribui com o aumento do número de casos de doenças infecciosas respiratórias. Isso se dá porque ocorrem alterações no trato respiratório das pessoas, que diminuem as defesas. Ocorrem também os casos de rinite, sinusite ou mesmo asma. As pessoas ficam mais propensas a ficar doentes. Além disso, elas ficam mais próximas, em ambientes fechados, fugindo desse clima frio. Por isso, ocorre maior propagação de vírus e bactérias que são transmitidos pelo ar”, explica. 

Segundo o especialista, a melhor forma de se prevenir contra essas doenças é manter o cartão de vacina em dia, sobretudo com imunização contra gripe e as doses de reforço contra Covid-19, além de outras vacinas que levam em conta o cenário epidemiológico do momento, em cada região do país. 

“Temos que pensar sempre que, uma vida equilibrada também vai melhorar o sistema imunológico. Então, a dica é manter uma alimentação balanceada, dormir pelo menos oito horas por noite e evitar estresse, tanto físico quanto emocional”, destaca Luz. 

 

Alergias

A chegada do tempo frio também deve ser um sinal de alerta para quem sofre com determinados tipos de alergia.  Segundo o coordenador do Departamento Científico de Asma da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), Pedro Bianchi Jr., entre os pacientes mais afetados estão os que sofrem com asma e rinite. 

 

O especialista destaca que, em todo o mundo, a asma acomete 10% da população, enquanto a rinite, 30%. Ele explica que, durante o inverno, surgem três fatores que levam as pessoas com problemas alérgicos a terem mais crises. 

“Primeiro, que uma das principais causas de exacerbações de asma são as infecções respiratórias, principalmente as virais. Nessa época do ano, no inverno, há uma maior circulação desses vírus entre as pessoas. Uma segunda razão, é que nessa época do ano o ar tende a ficar mais seco e frio, o que provoca irritação em uma via aérea já inflamada. E a terceira está relacionada às inversões térmicas, há um ar mais poluído”, destaca.  

 

Confira como algumas orientações que podem ajudar evitar doenças como gripe, além de alergias, de acordo publicação do Ministério da Saúde:


  • Devemos usar umidificador, bacia com água ou toalha molhada no quarto para diminuir o ar seco;

  • Estar sempre em ambientes arejados;

  • Evitar o tabagismo; 

  • Se hidratar bastante é primordial para evitar o ressecamento das mucosas; 

  • Lavar as roupas e os cobertores que ficaram muito tempo no armário antes de usar; 

  • Manter os cuidados contra o coronavírus (lavar sempre as mãos, uso de máscaras, distanciamento social e uso de lenços descartáveis).

Fonte: http://radiocidadefmgo.com.brhttps://brasil61.com/



91109110