Pirassununga: Policiais Militares da ROCAM prendem homem condenado a 12 anos pela Justiça

Divulgado em 17/09/2021 - 11:30 por portoferreirahoje

Os policiais militares de ROCAM, Cabo PM Freitas e Soldado PM Alan, da 3ª Cia. PM (Pirassununga/SP), do 36º BPM/I, lograram êxito em prender um indivíduo condenado a mais de 12 anos de prisão, depois de uma tentativa de roubo numa empresa localizada na Vila Santa Terezinha, zona leste da cidade da cidade.

No início da tarde desta quinta-feira, 16, os investigadores de polícia da Central de Polícia Judiciária, Domingos, Flávio e Christiano, ao serem informados de um roubo ocorrido numa empresa localizada na Vila Santa Terezinha, zona leste, rumaram para o local, onde colheram as primeiras informações do ocorrido, sendo certo que um indivíduo armado teria adentrado na empresa e, sob ameaça rendido um funcionário que trabalhava naquele momento exigindo dinheiro.

Porém, como não havia dinheiro algum, o assaltante trancou o funcionário no escritório, jogando o aparelho telefônico do mesmo em meio aos objetos, fugindo do local.

Os Investigadores de polícia conseguiram imagens de câmeras de segurança onde o bandido, depois da tentativa do roubo fugir numa bicicleta azul. Durante a tentativa de roubo, o suspeito usava boné de cor clara, calça azul escura, uma camisa de cor cinza clara e manga comprida e botina de cor marrom.

Diante as imagens, os policiais civis visualizaram que o assaltante após deixar a empresa correu em direção à rua Joaquim Jorge Porte. Na calçada trocou de roupa, pegou sua bicicleta e saiu em fuga jogando a roupa usada na tentativa de roubo em um terreno de uma antiga empresa desativada a cerca de 50 metros do local da tentativa de roubo.

Abordagem e prisão

De acordo com o Cabo PM Freitas e Soldado PM Alan, da equipe de ROCAM, da 3ª Cia PM, foram informados pela delegada chefe do município, Dra. Tatiane Cristina Parizotto, sobre a tentativa de roubo. Com os detalhes passados pela delegada de polícia, característica do bandido, bem como a “botina” de cor marrom, uma vez que o marginal não jogou o calçado e a cor da bicicleta “azul”, deram início a uma “operação saturação” pela região.

Durante o patrulhamento, os policiais militares de ROCAM, ao passarem pela rotatória da Avenida Newton Prado com a Avenida Prudente de Moraes, visualizaram um indivíduo em uma bicicleta azul e, ao se aproximarem do indivíduo que trajava outro de tipo de vestimentas descritas pela delegada bem como a “botina”, sendo abordado e revistado, sendo localizado com o mesmo a quantia de R$ 400,00 em espécie.

Durante a qualificação do suspeito, o mesmo se identificou como sendo (Fabiano Moraes). Após consulta junto ao PRODESP, as informações não “batiam”. Após vários questionamentos feitos pelos policiais, o indivíduo caiu em diversas contradições.

Diante dos fatos, foi solicitado apoio da polícia civil. Os policiais militares de ROCAM e investigadores de polícia da Central de Polícia Judiciária, juntamente com a delegada chefe, Dra. Tatiane, em diligência até sua residência localizada na rua General Luís Barbedo. Na residência, os policiais mostraram para a amasia do suspeito detido as roupas abandonadas pelo companheiro como sendo a dele.

Diante ao fato, os policiais solicitaram a Carteira de Identidade do mesmo, quando finalmente foi identificado como sendo Juliano Pires de Moraes, 30, natural de Santa Cruz das Palmeiras/SP, porém, estava refugiado em Pirassununga por ser conhecido nos meios policiais da sua terra natal e estar condenado a mais de 12 anos de prisão por roubos, entre outros crimes, de acordo com a polícia. Juliano Pires de Moraes recebeu voz de prisão por Tentativa de Roubo, sendo encaminhado para o plantão da Polícia Civil Judiciária, onde o delegado de polícia de plantão, Dr. Icaro José, ratificou a voz de prisão dada pelos policiais militares, sendo encaminhado para a Cadeia Pública da cidade de Limeira/SP, de onde seguirá para um Presídio.

Fonte: www.reporternaressi.com.br/



91109110